História: Indústria e Parafusos

A história do parafuso remonta a Arquitas de Tarento, inventor grego do século IV a.C., que o criou para prensas de azeite e vinho.

O parafuso recebeu diversas adaptações ao longo da história.

Desde o uso por na construção civil por Arquimedes, até sua possível aplicação em instrumentos cirúrgicos na Roma antiga.

O primeiro registro impresso sobre parafusos data do início do século XV.

Johann Gutenberg, famoso por sua invenção da imprensa, incluiu parafusos como fixadores em sua máquina.

Leonardo Da Vinci, incluiu máquinas para fabricação de parafusos em seus desenhos, contribuindo para o desenvolvimento da tecnologia.

Em 1568, Jacques Besson, matemático francês, inventou o primeiro equipamento concreto para a fabricação de parafusos, marcando um avanço significativo na produção desses componentes.

Até o final do século XVII, os parafusos já eram componentes comuns nas armas de fogo, demonstrando sua versatilidade.

Mesmo após séculos de história, os parafusos continuam a desempenhar um papel essencial em praticamente todos os aspectos de nossa vida cotidiana, destacando-se como um dos elementos de fixação mais fundamentais.